+Vange Milliet, showzão para poucos. Tinha Chico Cesar no Itaú, mas também tinha fila no Itaú, porisso segui a dica de Lili Molina e fui até a outra ponta do Paraíso (é um bairro pequeno, pode ser cruzado a pé) até o SESC Vila Mariana, onde rolou um show de Vange Milliet, no Auditório¹, acomapnahda do Paulo Lepetit no contrabaixo (e um pouco de guitarra também), Webster Santos (violões, mas com uma pegada de guitarra elétrica, inclusive com pedais), Gui Castrup (não sei se é assim que se escreve, na percussão). Webster já tocou com Ceumar e Gui foi o percussionista mágico do show de Zé Miguel Wisnik. O show foi demais. Ela canta muito, o que não é surpresa para quem a viu na Isca de Polícia e nas Orquídeas do saudoso Itamar. O maridão pilota o Fender Jazz Bass com categoria. Webster e Gui não precisa nem falar. Na platéia pouco mais de duas dúzias de privilegiados gatos pingados. ¹O Auditório do SESC Vila Mariana é onde rolava o Vozes ao Vivo, a última vez que tinha entrado lá foi justamente num Vozes ao Vivo.