+Estranha aritmética da economia informal Estava eu em meu carro, parado num dos muitos semáforos da cidade de São Paulo, quando um garoto passa correndo e pendura um pacotinho com uma barra de chocolate no para brisa, oferecida por um real ou um passe de ônibus. O que me chamou a atenção é que era uma barra de chocolate Nestlé diet com aveia (delicioso, diga-se de passagem), que dificilmente se acha no comércio regular por menos de dois reais. Não quero insinuar nada, mas alguém por aí pode me explicar a mágica?