+Beijing (北京), 7 de outubro de 1988 É tarde de sexta feira. Tempo nublado, frio e sem vento do outono chinês. Estou sozinho na sala, sentado, tomando chá de jasmim. Uma tristeza profunda faz minha cabeça pesar. Passa um helicóptero e eu olho para a mesa desarrumada. Quero voltar para casa mas ao mesmo tempo quero ficar aqui. Quero aprender chinês. Ler essa escrita complicada e bela. Entender o significado ou os significados ocultos desses desenhos. Andar na rua. Na praça Tien-an Men é que se entende o quanto se é insignificante diante da quantidade de pessoas e da estranha beleza de suas obras. Continuo triste. Eu deveria estar escrevendo o relatório do controle de atitude mas fico rabiscando bobagens. É tarde de sexta. Há helicópteros no céu cinzento do outono de Beijing. tirado de minha caderneta de notas de viagem, que estava perdida e achei hoje, meio por acaso.