+Soneto do nada-a-ver (mais uma obra de principiante)
Lambari com maçaneta
videogame com enxada
relógio com peixe-espada
cu de pato com gaveta¹
 
caneta com garfo-e-faca
jaboti² com marciano
ameba toca piano
ratoeira e mão de vaca
 
matraca com borboleta
tamanco com pé de cana
e assim falou o profeta
do alto do fliperama
mas que salada de letra
sem pé nem cabeça ou grana!
¹verso original da Jussara, amiga minha de Campinas. ²canguru, na priveira versão. Exercício de auto controle: tente recitar isso mantendo a classe e a dignidade de uma Alice Ruiz! Eu devia estar bêbado quando escrevi essa coisa. Para me redimir, aí vai um haicai com tonalidades mais sérias:
torneira pingando
indesejada clepsidra
a molhar o tempo