+Crônica de uma seca anunciada Leio no noticiário da Agência Estado que a represa de Jaguari chegou ao nível zero, isto é, não há mais captação do pouco que sobrou de água lá. As outras represas do sistema Cantareira somadas estão com 3,1% da capacidade. O volume de água desse sistema, em condições normais, é impressionante, algo como uma bacia de Guanabara inteira de água potável armazenada nas serras ao norte de São Paulo e funciona desde o começo dos anos 70. O que me deixa indignado é que essas represas não esvaziam a zero da noite para o dia e a Sabesp tem perfeito conhecimento do que está acontecendo e é perfeitamente capaz de avaliar quando a crise total acontecerá. Mesmo sabendo qual é a cor da cara do Diabo, os burocratas da Sabesp não mexeram uma palha para que se economizasse água. O que eles estão esperando, que São Pedro lhes ouça as preces e faça chover na serra ou que a megalópole entre em estado de calamidade pública? Bando de irresponsáveis!