+Declarações de amor à cidade Hoje é aniversário da gigalópole, e todo blogueiro paulistano deve ter dedicado algum espaço para isso. Não vou falar muito, só copiar um parágrafo do texto de Marcelo Rubens Paiva que saiu na Folha de ontem. -É única e essencial. Nas calçadas, não se estranha um negro de mãos dadas com uma loira, um japonês gordo jogando dominó com um cego, um português rindo da piada de um italiano, um índio executivo de terno e gravata falando ao celular, um árabe beijando um judeu, punks lésbicas bebendo cerveja, um camelô lendo Dostoiévski, hare krishnas paquerando patricinhas no farol, um anão carregando um trombone, um malabarista cuspindo fogo, desempregados vendendo canetas coreanas. São Paulo é sua gente.
--Marcelo Rubens Paiva É isso aí. Tirando o anão carregando o trombone, o que considero perfeitamente verossímil, o resto acho que já vi tudo. Vida longa a nossa cidade! Felicidade a quem nela mora!