+Domingo, dia de pagar mico... Domingo passado não fumos num samba no Bixiga mas ao balé no Itaú Cultural. Longo tempo na fila para conseguir ingresso e, uma vez lá dentro achei um lugarzinho vago na primeira fila. "Que sorte!" pensei, mas mal sabia o que iria acontecer no fim do balé sontir. Durante os aplausos a bailarina me puxou para cima do palco! Acho que ela avaliou mal meu peso (que está com dois algarismos quando expresso em quilogramas, o problema é que o primeiro deles é 9) e eu quase me esborrachei sobre ela, para o delírio de duzentas-e-tantas pessoas na platéia lotada. Menos mal que não fiquei sozinho pois praticamente todo o mundo da primeira fila, incluindo fotógrafos e cinegrafistas também acabou subindo, anguns puxados por mim. Como entendo tanto de dança como de manutenção de disco voador, me virei como pude lá em cima, tocando bumbo eletrônico e qualquer coisa que fizesse barulho e me viesse à mão. Conclusão: no Itaú Cultural o ingresso pode ser grátis, mas eventualmente você tem que pagar o mico! +...e ganhar beijo! Depois do vexame coreográfico fui ao Bop na Vila Madalena onde estava sendo exibido o novo clipe de Laura Finocchiaro, dirigido por Ivy Abujamra. O clipe é muito bonito, cheio de grafismos computadorizados bem psicodélicos. Ivy me disse que usaram um sistema Inferno da Sun Microsystems e que o vídeo foi todo gravado em alta definição. Tomara que passe bastante na MTV e que faça muito sucesso. Laura estava na discoteca do Bop, pilotando uma mesa cheia de botõezinhos e luzinhas e se divertindo como ninguém. Resumindo, a história se parece com anúncio do Mastercard: