+Estou puto Outro domingo meu telefone celular foi afanado por pivetes enquanto eu voltava para casa com as compras da feira. neste último domingo, depois da parada gay, fui ao Teatro Municipal com meus pais assistir a ópera "Romeu e Julieta" de Gounod. No intervalo entre o segundo e terceiro atos eu fui ao banheiro e deixei sobre a cadeira o programa que comprei na entrada por três mangos. Quando voltei ele não estava mais lá! Procurei em vão pelo chão, sob o assento, pois poderia ter escorregado. Como papel não anda sozinho, restou como plausível a hipótese de que o programa tenha sido surrupiado por alguém. Se toda a sociologia é capaz de explicar (mas não justificar, nem mesmo perdoar) por que um moleque miserável rouba um telefone móvel que vale algumas centenas de reais, duvido que existam argumentos que expliquem que alguém que pagou no mínimo cinqüenta mangos (preço da meia entrada) para entrar na platéia do teatro furte um panfleto que estava à venda a poucos metros dali por módicos três. Estou puto, muito puto mesmo.