+Tempo de campanha eleitoral Ano sim, ano não, no fim de outono chegam oa políticos. É uma espécie de ave migratória que a cada dois anos faz seus ninhos pela cidade. Tem hábitos estranhos, emporcalham as ruas, os postes, antes privilégio dos cachorros, só que os canis lupus fazem em baixo, enquanto o homo candidatus faz em cima. O político se torna nesta época do ano um poluítico, um ser poluente. Não bastasse poluir visualmente, eles penetram nas redes de rádio e televisão, como vírus penetram nos computadores dos incautos e poluem a programação, com suas caras de tacho seus números e plataformas de governo. Meu programa favorito de rádio, o Vozes do Brasil, teve seu horário deslocado de meia hora por causa disso. Quem acredita que o horário político obrigatório no rádio e na televisão informa e instrui o eleitor ou é estúpido ou cínico, ou ainda as duas coisas juntas. Embora o que vou diazer abaixo se aplica mais a deputados federais, terá meu voto o candidato que for: