+Bodas (e bodes) de prata Fátima e eu Pois é, mané, tu tá ficando velho! Domingo, dia 14, comemoramos Fátima e eu vinte e cinco anos de casamento, que surpreendentemente resistiu às chuvas, trovoadas e buracos do caminho. Quando olho para meus filhos, Fernando, se formando engenheiro na mesma Escola Politécnica em que me formei há quase 29 anos e Alice, na Faculdade de Medicina, as noções de tempo se embaralham e penso que ontém mesmo eles estavam trepando na amoreira - que nem existe mais - do fundo do quintal, ou procurando os ovos de páscoa que eu escondia na véspera... é, mano, o tempo não para e o novo sempre vem...