+Dois haicaizinhos de verão O poeta principiante ataca novamente
noite de dezembro
a saparia coaxa
uma sinfonia
quando a tarde finda
negra nuvem anuncia
qua a chuva virá