+Divagações melódicas em tórridas tardes Está fazendo muito calor e enquanto meu cérebro cozinha lentamente vou divagando enquanto duas melodias estão martelando na minha cabeça, uma é a marcha central de Júpiter, da suite Os Planetas de Holst e a outra é Subida da banda andina Inti Illimani. A primeira é uma marcha que tem uma solenidade Elgariana, mas que conduz a uma coisa festiva, em que os instrumentos da orquestra parecem com ... fogos de artifício, não com o barulho, mas com as luzes. Caramba, o sol quente já está dando cross-talk nos meus sentidos! A outra melodia, Subida é tocada em instrumentos andinos, especialmente a zampoña e percussão, também é uma marcha, em que o tema se repete e a cada repetição o ritmo vai se tornando mais intenso e rápido à medida que subimos a montanha, o ar se torna mais rarefeito e a respiração ofegante. De novo os fios desencapados de meus neurônios estão aprontando das suas...