+Poet-O-matic®
Ai, quem dera ser poeta
dos que fazem improviso
redondilha em linha reta
decassílabo sai liso
 
Em vez disso eu, pateta,
sem escutar mil avisos
quero mágica caneta
que sozinha faça isso.
 
Mas canetas tem preguiça
não escrevem sem o dono.
Anda, caneta, que espera?
Escreve, rabisca e erra
percorre o papel sem rumo
até que um verso aconteça