+Ethanol Blues Noite sem lua. Um beco sujo com lixeiras transbordantes. Sacos rasgados, chão molhado da chuva que caiu há pouco. O ar levemente empesteado pelo mau cheiro da putrefação do lixo não recolhido. Um bêbado sai de lugar nenhum, cambaleando pisa nas poças d'água, numa imitação patética de Singing in the Rain. Tropeça em seu próprio pé mas não cai, em vez disso alguns passos desajeitados o recolocam numa vertical precária. Finalmente, na entrada do beco, já quase na avenida ele cai de vez depois de pisar no cordão do sapato desamarrado. Sua cabeça bate com força na pedra da guia. Volta a chover e a água da chuva lava seu sangue para a galeria. O corpo só seria encontrado algumas horas depois, já com o dia claro. As roupas eram de grife e num bolso um iPod Nano ainda tocava repetidamente The Torture Never Ends de Frank Zappa. O perito da Polícia Técnica comentou "incrível como dura a bateria dessas coisinhas".