+Diário do inferno =terça feira imagem da minha nuca bichada Há coisa de dois meses tive um sangramento na nuca, parecia uma pequena perfuração. O sangramento foi estancado no pronto-socorro, mas há poucos dias o lugar voltou a sangrar, agora com uma estranha protuberância onde antes havia a tal perfuração. Fui a uma dermatologista que me disse tratar-se possivelmente de um granuloma, que poderia tirá-lo facilmente e cauterizar a ferida. Com uma anestesia local e um bisturi e cautério elétrico ela cortou o objeto estranho. Cada vez que ela fechava um vaso sangrante ficava um cheiro esquisito de churrasco no ar. Depois fui levar o "pedaço arrancado de mim" para um laboratório fazer a biópsia. Há 99,9% de chance de ser benigno, mas o 0,1% está me tirando o sono. =quarta feira Voltando de São José para São Paulo, um lazarento desgraçado parou na minha frente na Via Dutra. Brequei, os travões travaram, entrei em pânico, perdi o controle do carro e acabei batendo de frente na mureta. Ninguém machucado exceto o para-choques e um paralama do Honda e meu ego. Hoje o levei ao funileiro, o carro, não o ego, quase dois quilopaus de prejuízo.