+É uma vergonha! recorte do sítio do Estadão de 17 de agosto, indicando que o jornal está há 17 dias sob censura Desde o primeiro de agosto o jornal O Estado de São Paulo, tanto na edição impressa quanto eletrônica, está sob censura de acordo com despacho do desembargador Dácio Vieira, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, que proíbe que o Estadão publique notícias sobre a Operação Boi Barrica, da Polícia Federal, que envolve Fernando Sarney, o filho do "Coroné" José Sarney. Note que o excelentíssimo (?) desembargador é amigo próximo da família Sarney. Faz lembrar os tempos da ditadura, em que o Estadão publicava versos dos Lusíadas de Camões no lugar do material removido pelos censores do regime. Saíram os generais, ficaram os coronéis. Mudaram as moscas, mas a merda continua a mesma, e no Brasil continua valendo a velha máxima para os amigos, tudo, para os inimigos, a força e o rigor da lei. Detalhes sobre a decretação da censura com uma linha do tempo podem ser vistos em http://www.estadao.com.br/pages/especiais/sobcensura/.