fotografando o eclipse lunar de 15-16 de maio

planejamento

horários

O eclipse ocorrerá em torno da meia noite. Planejo fazer pelo menos umas 15 images, distribuidas simetricamente em torno do máximo do eclipse.

Segundo a Eclipse Home Page o eclipse ocorrerá entre 02:03 e 05:18 Zulu ou de 11:03 a 02:18 horário local de São Paulo. A totalidade ocorrerá entre 00:14 e 01:07 e o meio do eclipse ocorrerá as 00:40, horários de São Paulo.

Totalidade, quando se trata de eclipse da Lua é modo de dizer, porque a umbra da Terra não é totalmente escura, de modo que a Lua deve ganhar um colorido todo especial. O objetivo desta brincadeira é captar esse colorido.

técnica fotográfica

A primeira consideração aqui é que a Lua é um objeto iluminado diretamente pelo Sol, de modo que vale a regra de f/16, isto é, a velocidade deve ser igual à indicação ISO do filme quando a abertura for f/16. Essa é uma regra para fotografar de dia, mas é o que a Lua cheia é, um objeto iluminado diretamente pelo Sol, exatamente como se estivesse à luz do dia. Como pretendo usar filme ISO 100 e a lente com teleconversor (se arranjar um) tem abertura f/11, a velocidade ideal seria 1/200". Como é esperado que a Lua fique menos brilhante conforme o eclipse avance vou superexpor ligeiramente, usando velocidade de 1/125". Durante a fase de totalidade vou fazer uma segunda imagem a 1/30". Para isso um tripé será fundamental. Se não arranjar o teleconversor farei as fotos com lente de 300mm com abertura f/5.6 a 1/500" e 1/125" na segunda foto na fase de totalidade. Nesse caso acho que posso dispensar o tripé.

Nem pensar em usar o fotômetro da câmera. o resultado seria superexposição e uma bola branca no lugar da Lua com seus detalhes.

previsão do tempo

É claro que isso tudo pode ir pro vinagre se São Paulo estiver coberta de nuvens na hora H. Porisso estou acompanhando a previsão do tempo pelo INMET.

observação com luneta

Paralelamente às fotos vou montar uma luneta Buschnell de 650mm para ver os carrapatos na crina do cavalo de São Jorge. A luneta estará equipada com filtro de Lua para reduzir a intensidade do albedo lunar e limpá-lo da luz ultra violeta. Não há problema em olhar para a Lua a olho nu, senão milhões de namorados estariam cegos, mas quando se olha através de um telescópio que aumenta 20 vezes ou mais (de acordo com a ocular), há perigo de ofuscamento e até lesão ocular. Prevenção e canja de galinha só fazem mal à galinha...

rsultados

composição de imagens de Paulo Renatto (do Rio)
Composição de imagens do eclipse feita por Paulo Renatto, do Rio. Obrigado, Paulo por ter me enviado estas imagens por e-mail.

Minhas imagens:

[an error occurred while processing this directive]

minhas sobrinhas
Minhas sobrinhas, Jamile olhando para a Lua e Leila olhando para a câmera.

av. paulista, de madrugada
A avenida Paulista, na madrigada do eclipse, vista do alto do prédio.

Finalmente, a mais sensacional foto do eclipse, que me foi enviada por Cris Dutra, está aqui.